Quer saber como reduzir o valor da sua conta de luz? Utilize energia solar!

instalar energia solar em casa

A ACV Sistemas pode te ajudar a reduzir o valor da sua conta de luz

O Brasil passa por um momento onde as tarifas de energia elétrica estão consideravelmente mais altas, vemos anualmente revisões da ordem em torno de 18% a 23% nas empresas concessionárias, e juntamente com isso, existem ainda as bandeiras tarifárias que influenciam no valor final da conta de luz da população. Outro ponto é a escassez de chuvas na maioria das cidades brasileiras, porque quando chove menos, os reservátórios das hidrelétricas operam em baixa e são acionadas as usinas termoelétricas que acaba aumentando o custo de operação.

Uma forma de reduzir o impacto disso no bolso, é procurar alternativas!

Foi em Piedade, cidade do interior de São Paulo, que o Engenheiro Humberto J. Neto começou a produzir sua própria fonte de energia elétrica no telhado de sua residência. Esse processo de autoprodução é realizado através da transformação de energia solar em energia elétrica. O engenheiro instalou placas fotovoltaicas juntamente com dispositivos que adequam a corrente elétrica para o mesmo padrão exigido da energia elétrica convencional que conhecemos e que é fornecida pelas companhias de energia elétrica.

O engenheiro Humberto utiliza cerca de dez (10) painéis solares (placas fotovoltaicas) que são capazes de produzir por mês aproximadamente 450kWh. Humberto disse que antes de adotar este sistema de energia, gastava mais de R$300 por mês de conta, depois da instalação o valor passou a vir sempre em torno de R$35, uma redução de quase 85%.

Para quem pensa que é complexo ou muito trabalhoso, o engenheiro explica que na verdade todo o processo é bem simplificado. Quando há luz solar, as células fotovoltaicas que estão presentes nas placas, são estimuladas e geram uma corrente elétrica que passa por um inversor que padroniza e adapta para que seja possível utilizar em eletrodomésticos, como TV's, geladeiras, chuveiros e todo o sistema de iluminação.

Outro ponto interessante destacado por Humberto é que quando acontece a geração de calor proveniente do sol, uma porcentagem da energia gerada é consumida imediatamente na residência e a outra parte é injetada na rede de distribuição da companhia elétrica. Dessa maneira, quando o sol se põe e o sistema está inoperante, a casa “captura” de volta essa energia que sobrou durante o dia. De acordo com o Enhgenheiro “É um mecanismo de compensação. Todo fluxo energético, injetado e consumido é registrado na conta de luz”.

Segundo Jantim Neto, o sistema dura em média cerca de 30 anos, mas por outro lado, tem o benefício de se pagar em quatro anos. O projeto de Humberto Jantim Neto foi instalado em agosto de 2016, a um custo de R$ 15 mil.

A Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, começou a rever uma regra que concede subsídio para consumidores que instalam painéis fotovoltaicos (solares) em suas residências. Criada em 2012 para incentivar a geração distribuída de energia, ela confere redução de 80% a 90% nas contas de luz desses usuários.

Fonte: Estadão